CAMP DE ATLETISMO

À procura de um clima ameno para a prática de atletismo? Providenciamos tudo para um treino perfeito de atletismo de pista e de campo num dos melhores locais do mundo!

Modernas instalações desportivas para atletas, equipadas com todas as comodidades para o treino de atletas profissionais e amadores. A localização única do estádio, no vale, com o seu microclima, assegura condições climáticas confortáveis durante todo o ano.

As instalações estão situadas a aproximadamente 5 – 10 minutos de carro da área dos hotéis, mas disponibilizamos transporte de e para os complexos desportivos. Podemos oferecer uma variedade de hotéis desde 3* a 5*. Por favor, contacte-nos para mais detalhes!

PACOTES E PREÇOS

Qualquer pacote pode ser personalizado de acordo com os seus requisitos.

*Oferta válida para um pedido mínimo de duas pessoas.

História do Atletismo na Madeira

O atletismo é um dos desportos mais antigos no mundo sendo que o início da modalidade remonta ao início dos próprios Jogos Olímpicos em 776 AC.

Na Madeira, o primeiro registo da modalidade está ligado aos chamados Jogos Olímpicos Madeirenses (1913) que foi a primeira grande competição desportiva organizada na ilha. As provas eram realizadas ao fim-de-semana e numa pista de terra que se situava onde hoje é o Estádio dos Barreiros.

Só em 1925 com a criação da Liga Madeirense dos Sports Atléticos onde participaram o Clube Sport Marítimo, o Clube Desportivo Nacional e o União Futebol Clube com 42 atletas é que a modalidade começou a ter uma atividade mais regular.

Em 1958 foi criado a Volta à Cidade do Funchal o que se tornou num dos eventos de Atletismo mais populares. Esta corrida de 6km realizada todos os anos no dia 28 de Dezembro tem sido cada vez mais procurada por atletas de renome internacional como José Rocha, Mats Lunders, Moses Kibet, Yemane Tsegay ou António Abadía e tem uma grande adesão por parte da população local. De notar que esta é a corrida de estrada mais antiga em Portugal e uma das mais antigas da Europa.

Em 1962 a Federação Portuguesa de Atletismo criou o Centro Regional de Atletismo na Madeira que teve a adesão de 98 atletas provenientes de vários clubes regionais. Com a prática regular da modalidade nos Barreiros as respectivas estruturas foram sendo criadas e em 1970 foi criado o primeiro curso de juízes de atletismo.

Foi nesta década que houve um maior desenvolvimento do atletismo na Madeira: Lomelino Freitas e Maurílio Silva foram os primeiros madeirenses a representar a ilha nos Campeonatos Nacionais de Juvenis, Maurílio Silva do Clube Sport Marítimo fez a sua primeira internacionalização na modalidade e o Clube Sport Marítimo foi campeão de colectivos da III Divisão em 1977.

Nas décadas seguintes continuamos a assistir a um desenvolvimento do atletismo na Madeira com a conquista de campeonatos colectivos tanto no sector feminino como no masculino. De destacar três clubes pela sua representação constante na modalidade com atletas madeirenses: Clube Sport Marítimo, Grupo Desportivo do Estreito e Centro de Atletismo da Madeira.

Em 1997 foi criada a Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira (AARAM) que é agora responsável por gerir o destino da modalidade na região. A organização é responsável pela gestão da maioria dos eventos realizados na ilha como a Volta à Cidade do Funchal, Meeting Internacional da Madeira, Meia Maratona do Porto Santo e Campeonato Europeu de Corrida em Montanha entre outros.

Infraestruturas

O desenvolvimento da modalidade na Madeira está ligado ao Estádio dos Barreiros. A construção de uma pista de atletismo sintética neste estádio permitiu em grande parte o desenvolvimento da modalidade. Em 2009, o Clube Sport Marítimo decidiu reestruturar o estádio e a pista de atletismo foi retirada. Neste momento, a única pista de atletismo homologada, para competições nacionais e internacionais, situa-se no Complexo Desportivo da Ribeira Brava. O complexo está equipado com 8 pistas de 400m e todo o equipamento necessário para a prática da modalidade. Devido à sua localização no vale da Ribeira Brava o complexo usufrui de um microclima único propício à competição durante todo o ano.

Além deste complexo existem mais duas pistas na região: uma pista no Estádio de Câmara de Lobos e outra no Estádio de Machico. Estas pistas, apesar de não estarem homologadas para a competição na modalidade, apresentam condições para os treinos da mesma. Faz parte dos objectivos do governo regional obter a homologação das pistas nestes complexos mas ainda não há datas previstas.
Está também prevista a criação de uma pista para disciplinas técnicas na Penteada.

Futuro da Modalidade na Madeira

O desenvolvimento das infraestruturas e o aumento do interesse na modalidade por parte da população em geral tem proporcionado o crescimento do atletismo na região. A Madeira forma cada vez mais atletas que se destacam a nível nacional e internacional. Atletas como Alberto Paulo (atleta olímpico), Maribel Gonçalves (atleta olímpica), Dany Gonçalves e Tiago Silva são apenas alguns exemplos das dezenas de atletas formados na Madeira. Neste momento, o calendário anual de atletismo da região inclui mais de 100 provas em variáveis da modalidade. O atletismo ainda tem um longo caminho a percorrer na Madeira mas este parece promissor tendo em conta o número crescente de atletas e associações que trabalham em prol da modalidade na região.

ENVIAR PEDIDO

Para calcular o custo dos treinos, por favor especifique o pack escolhido, indique o tipo de desporto, o número de atletas, treinadores, acompanhantes, datas preferenciais e duração da estadia e inclua os seus pedidos especiais e/ou questões.

Envie um email…

4 + 13 =

Ou uma mensagem rápida…